Sede da unidade CP Imóveis Litoral, o município de Xangri-lá é reconhecido por seu balneário tranquilo e pelos condomínios suntuosos que ganham cada vez mais adeptos em busca de conforto, segurança e qualidade de vida para residir com suas famílias (confira opções em www.cpimoveis.com.br/condominios). Iniciada em meados da década de 1950, sobretudo com a inauguração do histórico Hotel Termas Xangri-lá (demolido em 2006), a atividade econômica da cidade ganhou um componente novo e extremamente importante em 2014, com a inauguração do parque eólico construído pela multinacional Honda no município para a geração da energia utilizada em suas fábricas e escritórios de Sumaré, Itarapina e São Paulo, no centro do País. Em 2014, a montadora japonesa investiu cerca de R$ 100 milhões na construção do parque e na instalação dos aerogeradores. Cada um custou na época cerca de R$ 9 milhões, e os equipamentos são montados em torres de aço de 100 metros.

A escolha de Xangri-lá para a implantação do parque eólico atendeu a rigorosos critérios estabelecidos pela montadora japonesa, como a capacidade natural de produção energética da região – amplamente comprovada pelo sucesso do parque eólico de Torres – e a expectativa de crescimento da economia local, o que garante a continuidade do projeto e a certeza de mão de obra qualificada no município para atender ao polo. Neste sentido, cabe lembrar que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Xangri-lá foi a cidade gaúcha que mais cresceu demograficamente de 2017 para 2018, com um aumento populacional de 9%.

Isso significa que mais de 1,5 mil pessoas mudaram-se definitivamente de outras cidades para Xangri-lá em um intervalo de um ano, comprovando o salto de qualidade de vida proporcionado aos moradores do município. “Trata-se de uma região naturalmente privilegiada e de belezas naturais, que preservou suas características de município praiano sem perder o foco no desenvolvimento. Os condomínios de Xangri-lá são um case do segmento imobiliário brasileiro, mas as casas em ruas pacatas e arborizadas também têm registrado boa procura por investidores, pessoas em busca de imóveis para veraneio ou mesmo famílias inteiras à procura de um lugar mais calmo e seguro para viver”, descreve o gestor comercial da CP Imóveis Litoral, Eduardo Pacheco.

O sucesso do parque eólico da Honda reflete-se na geração de empregos e no recolhimento de tributos para o município gaúcho, o que redunda em maior capacidade de investimento para a implementação de melhorias na cidade. “Além disso, o parque eólico gera um otimismo geral no comércio e nas empresas da região, já que é a certeza de mais recursos girando na economia interna e oportunizando o crescimento local”, conclui Pacheco. Segundo ele, um dos diferenciais da cidade de Xangri-lá em relação a municípios vizinhos do Litoral é sua bacia imobiliária composta majoritariamente por casas e condomínios horizontais, preservando as características da região.

Em março deste ano, a Honda anunciou que ampliará a capacidade de geração ampliada de 27,7 para 30 megawatts com a instalação de mais uma torre, elevando de nove para dez o número de aerogeradores. Com esse aumento, 100% dos carros montados em Itirapina serão feitos com energia limpa. De acordo com a Honda, desde a inauguração do parque de Xangri-lá, evitou-se a emissão de mais de 24 mil toneladas de gás carbônico na atmosfera, reduzindo o impacto ambiental dos processos produtivos. E alavancando a economia de Xangri-lá e do litoral gaúcho. Venha conhecer este município e se apaixonar pelas nossas opções em um dos balneários mais charmosos do Estado! #VempraCP