Algumas das mais desenvolvidas nações do mundo, como Coreia do Sul, Finlândia e China, dentre tantas outras, balizaram seu crescimento investindo no mais básico e fundamental pilar de uma sociedade: a educação. No Brasil, um país ainda jovem e em busca de afirmação político-econômica, as cidades que mais prosperam normalmente também têm sua capacidade de crescimento atrelada aos investimentos públicos e privados na matriz educacional. E no Rio Grande do Sul não é diferente. A região litorânea do Estado, em específico, viu sua economia crescer vertiginosamente nas últimas duas décadas alicerçada sobretudo nas áreas do comércio e da construção civil, mas este desenvolvimento notável foi acompanhado pari passu pela consolidação de um polo de educação básica, intermediária e superior em todo o Litoral Norte gaúcho.

Com a economia se fortalecendo e uma bacia imobiliária invejável, municípios como Capão da Canoa, Tramandaí e Xangri-la passaram a abrigar cada vez mais pessoas ávidas por viver na praia. Ligadas à Capital pela melhor e mais rápida rodovia do Estado – a Freeway –, estas cidades já estavam na alça de mira de investidores e de famílias em busca de sossego, sobretudo encantados pela segurança, pelo conforto e pela vida social proporcionados pelos condomínios (confira aqui algumas opções – www.cpimoveis.com.br/condominios). Mas o verdadeiro pulo do gato para a economia do Litoral Norte só se fez possível quando os municípios da região voltaram seus olhos para a área da educação. Hoje, as principais cidades litorâneas estão muito bem servidas de escolas e universidades, com opções públicas e privadas, que garantem segurança aos pais que buscam a melhor educação para seus filhos, além de versatilidade de opções para jovens em fase de encaminhamento de suas carreiras profissionais a partir dos estudos na universidade.

Em Capão da Canoa, por exemplo, escolas como o Instituto Divina Providência e o Centro de Ensino Médio Pastor Dohms trazem ao Litoral do Estado o que há de melhor, mais avançado e mais qualificado em termos de educação infantil, fundamental e média. O ensino básico em Capão, assim como em outros municípios da região, enseja a formação de jovens preparados para os desafios do mercado de trabalho e sobretudo para o direcionamento de suas carreiras, que também podem ser encaminhadas nas diversas faculdades atuantes na região. Em Capão da Canoa, há as unidades da Unisc e da Ufrgs; em Torres, a Ulbra; em Osório, a Facos, IFRS, Uergs, Ufrgs e Unifacs; e ainda há opções de ensino superior à distância para todos os bolsos e gostos. Esta proliferação de opções de estudos é a mola-propulsora para mais qualificação profissional no Litoral, para mais famílias apostando em viver na região, e por consequência para mais investidores voltando seus olhos para os municípios praianos. A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo, disse Mandela. E o Litoral Norte do Rio Grande do Sul é a prova disso.