Houve um tempo inglório para alguns de nós, mas certamente de boas lembranças, em que os gaúchos de todo o Estado rumavam para o Litoral Norte abarrotados de compras e de quinquilharias para a passagem tranquila e segura da temporada. Salvo raras exceções, o comércio das praias era realmente escasso, precário e em geral mais caro do que o praticado em outras regiões, e por isso as famílias faziam verdadeiros ranchos e volumosas compras de abastecimento antes de pegar a estrada para o merecido descanso das férias. Mas este tempo já passou.

Na última década, 7 dos 10 municípios gaúchos que mais cresceram integram o Litoral Norte, uma das regiões que mais se desenvolveram no Mercosul nos últimos anos. O varejo da região é um verdadeiro case de sucesso, já que aprendeu a enxugar as operações no inverno sem prejudicar o seu serviço para colher os frutos da excelente maré de vendas que advém da alta temporada de veraneio. Se é verdade que o comércio gaúcho está num lugar de vanguarda no cenário varejista nacional, com empresas modelares para todo o País, os comércios regionais do Litoral também já estão entre os melhores do Estado, com incontáveis empresas investindo em tecnologia, bom atendimento e diversificação do seu mix de produtos – os exemplos são muitos (Super da Praia, Superbom, Supermercados Dalpiaz, Asun Supermercados, Krás Borges, Big Joia, MaxiDeal, Super Samy, Mercado Avenida e muitos outros). Além disso, grandes bandeiras varejistas também voltaram suas atenções para o crescimento demográfico da região litorânea, com investimentos de redes como Walmart, Lebes, Panvel, Droga Raia, Magazine Luiza, São João e Colombo, dentre tantas outras. Na prática, isso significa excelência de comércio de bens e serviços para a região.

Mas o desenvolvimento do varejo é consequência, e não causa do crescimento dos municípios praianos: a explosão comercial e econômica do Litoral Norte tem em sua raiz os movimentos migratórios para a região, que fizeram crescer a demanda por serviços e infraestrutura nas praias gaúchas. Com mais moradores economicamente ativos, o Litoral fortaleceu-se e passou a gritar por melhores restaurantes, melhores farmácias, melhores supermercados, melhores clubes e condomínios, melhores bares, mais opções de lazer e sobretudo uma melhor infraestrutura. Assim, essas melhorias foram subitamente sentidas em ruas, hospitais, creches, saneamento básico e segurança, e o Litoral Norte gaúcho literalmente deslanchou. Hoje, a região torna-se não apenas uma excelente opção para o lazer e as férias como uma rentável e segura fonte de investimentos. Contate a CP Imóveis e conheça uma infinidade de casas, apartamentos, condomínios e pontos comerciais para aplicar recursos com a certeza do retorno. O Litoral Norte do Rio Grande está mudando para melhor, e a mudança continuará. Venha conferir!