Os animais de estimação estão ganhando cada vez mais espaço nos lares – e nos corações – das famílias brasileiras. Uma pesquisa recente encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação mostra que o mercado pet já movimenta anualmente, somente no Brasil, uma cifra estimada em R$ 18,9 bilhões. A população brasileira convive hoje com 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação em todo o território nacional, e cerca de 10% deste contingente está abarcado em solo gaúcho.

Mas o número que mais chamou a nossa atenção, aqui na CP Imóveis, foi outro: segundo este mesmo levantamento, 42% (isso mesmo, 42%!) dos donos de pets já deixaram de frequentar algum lugar porque ele não aceitava animais. Muito mais que companheiros, estes animais de estimação já estão vinculados à rotina das famílias, mas sua interatividade em locais públicos, queiramos nós ou não, precisa obedecer a algumas regras básicas de convivência. Uma das consequências da proibição do acesso de animais às praias impacta diretamente, por exemplo, no mercado imobiliário do Litoral Norte do Estado: com a impossibilidade de levar o pet à beira-mar em alguns balneários, é crescente a procura pelos condomínios, que reúnem grandes áreas comuns e espaços de lazer – alguns deles, inclusive, com setores específicos para a diversão dos pets (acesse www.cpimoveis.com.br/condominios e saiba mais). Em outras praias, entretanto, a circulação de animais é permitida – e nestes locais os principais cuidados para os donos são com o recolhimento de fezes e com a hidratação dos chamados “amigos de 4 patas”.

Pode parecer supérfluo, mas o entendimento de demandas específicas de cada cliente, como é o caso das famílias que não abrem mão do convívio com seu animal de estimação, é indispensável para um processo de consultoria imobiliária correto, assertivo e que garanta plena satisfação para o comprador em questão. Felizmente, além dos condomínios fechados que são ideais para este público-alvo, o Litoral gaúcho propicia outras opções em casas com grandes pátios e áreas livres ou mesmo apartamentos de maior extensão e com estrutura compatível com os bichinhos de estimação.

Pensando nas particularidades de cada cliente, o gestor comercial da CP Imóveis Litoral, Alessandro Andrades, trouxe para a nossa unidade de Xangri-lá um modelo totalmente subversivo de atendimento, em que a equipe visita os clientes, onde quer que eles estejam e sem compromisso, muito antes de iniciar qualquer tipo de negociação ou de apresentação de opções. “Nosso objetivo é entender completamente os anseios dos compradores e, assim, oferecermos o melhor e mais adequado produto para as suas necessidades. Isso envolve questões macro, como o número de dormitórios ou a localização, mas também pequenos detalhes, como preferências da rotina das pessoas e o convívio com pets”, destaca Alessandro. Antes de fazer as malas e escolher o seu imóvel preferido para investir e curtir o Litoral gaúcho, pense no seu pet. Pense na sua família, pense nos detalhes! A CP Imóveis mais uma vez está à disposição para auxiliá-lo!