Há um célebre provérbio judaico que propaga: “mais cultura, mais vida”. Segundo a sabedoria hebraica, as sociedades que mais se desenvolvem são aquelas que difundem com maior intensidade as atividades culturais entre seus pares. É justamente neste caminho que algumas cidades litorâneas gaúchas vêm semeando, através de iniciativas públicas e privadas, ações de cunho cultural para contemplar moradores e veranistas de todas as idades e das mais diferentes classes sociais. A IV Feira do Livro de Xangri-lá, concebida e idealizada pela Secretaria Municipal da Cultura local, dará mostras deste movimento de 29 a 31 de agosto, no Salão Paroquial da cidade.

Muito mais do que meramente movimentar a cidade na baixa temporada, a Feira do Livro de Xangri-lá denota a preocupação deste município com o fortalecimento da cultura em sua comunidade. Cada vez mais procurado por gaúchos em busca de residência fixa, o Litoral Norte deixou de ser ponto de passagem, e passa a ser cada vez mais ponto de referência para milhares de famílias. Estes novos moradores da região, que via de regra procuram a tranquilidade e a segurança dos condomínios (confira algumas opções em www.cpimoveis.com.br/condominios), ocasionaram uma grande onda de desenvolvimento para os municípios litorâneos: no comércio, surgem e fortalecem-se cada vez melhores supermercados, farmácias e restaurantes; na área da saúde, a multiplicação de clínicas, centros de consulta e hospitais; na educação, novas opções em creches, escolas e sobretudo o desenvolvimento de uma verdadeira bacia de ensino superior. E com a área da cultura, não haveria de ser diferente.

Assim como os novos consumidores demandam melhores serviços, este novo público também anseia por crescimento e profusão de atividades esportivas e culturais. Os próprios condomínios, com reuniões festivas, programações sazonais e atividades lúdicas para as crianças, são uma prova de atendimento a esta necessidade crescente, a esta fome por cultura. Em sua quarta edição, a Feira do Livro de Xangri-lá é um retrato deste movimento que alavanca a cidade e toda a região nas mais diferentes áreas da sociedade: entre as atrações, há nomes programados como Pedro Bandeira, Mario Pirata, Fê, Celso Sisto e Jair Kobe, além da global Thalita Rebouças, premiada escritora juvenil.

Para quem trabalha com o mercado imobiliário, como nós da CP Imóveis, iniciativas como este evento são a certeza de que a região litorânea está em um caminho inequívoco de desenvolvimento em todos os aspectos. A Feira do Livro de Xangri-lá ainda é um projeto embrionário e que tem muito a crescer, mas que diz muito. Não apenas sobre a cidade que temos, como também sobre o lugar que queremos ter. Porque as crianças que hoje estão participando de atividades como esta, no coração do Litoral Norte, serão adultos melhores e mais preparados no futuro. Porque plantar cultura é colher progresso. Venha para Xangri-lá!